Brasil, Angola, Moçambique, Argélia e países nórdicos são os mercados que mais recrutam portugueses

Agosto 10th, 2012

Países nórdicos, Brasil e Angola, mas também Argélia e Áustria. São estes os mercados que mais procuraram portugueses para recrutar. Engenheiros é a profissão mais procurada. Só no Brasil precisam de 290 mil engenheiros civis. Mas há procura de quase todas as profissões. Alemanha, Noruega e outras economias com elevado crescimento não conseguem formar pessoas ao ritmo suficiente para ocupar as vagas disponíveis. Por isso olham agora para os países do Sul da Europa onde a crise económica está a fazer disparar o desemprego.

Estes mercados assustam porque são do outro lado do mundo e, em termos culturais, estão a anos-luz de distância. Mas não deve descurar pensar em mercados como a China e a Índia onde há uma explosão de procura. No caso da China é importante começar a aprender a língua de uma economia que, se prevê que venha a ser, em breve, a maior do mundo.

Mas atenção não dê um salto no escuro. Se quer começar uma carreira internacional deve procurar as ofertas de emprego nos ‘sites oficiais’. Depois há que conseguir o maior número de informações sobre o país para onde pretende ir. No caso dos países europeus pode encontrar toda a informação sobre os países no site EURES. Depois pode optar por telefonar ao consulado se pretender mais informações.

Fonte e Artigo completo: http://economico.sapo.pt/noticias/descubra-os-paises-com-as-melhores-oportunidades-de-emprego_150092.html

Há 21 empresas em Portugal que querem recrutar cerca de 730 pessoas até ao final do ano

Agosto 3rd, 2012

A nova vocação portuguesa de conseguir atrair centros de competência de multinacionais é a principal geradora de emprego.

Há 21 empresas em Portugal que querem recrutar cerca de 730 pessoas até ao final do ano. O Diário Económico lançou um inquérito a 50 companhias portuguesas para saber se tinham planos para contratar novos quadros. As respostas revelam que quatro em cada dez têm a intenção de recrutar. Uma boa notícia, num cenário em que o desemprego já ultrapassou os 15%. Conheça quais são algumas dessas empresas.

Feitas as contas, há 730 vagas disponíveis num universo de 21 empresas. Reforço de operações em Portugal de multinacionais e atracção de centros de competência que operam para outros mercados são as principais motivos para a necessidade de contratar novos quadros.

A Vodafone está no topo da lista das que mais vão recrutar. A empresa de telecomunicações vai precisar de 120 engenheiros e especialistas com Cursos de Especialização Tecnológica na área das telecomunicações. Tudo porque a Vodafone Portugal conseguiu atrair para Portugal o centro de controlo da qualidade da rede móvel em Espanha e noutros países europeus.

Há também o caso da Altran Portugal que vai contratar cerca de 90 pessoas para o novo centro tecnológico que conseguiu “roubar” a França, o país que alberga a casa-mãe da empresa.

Já a empresa portuguesa Olissipo atraiu um centro de testes de ‘software’ e que por isso vai precisar de alargar a equipa mais 70 pessoas.

Fonte e artigo completo: http://economico.sapo.pt/noticias/conheca-algumas-das-empresas-que-vao-contratar-este-ano_149673.html

Soldadores e Mecânicos com propostas salariais superiores a Engenheiros, Arquitetos e Advogados

Julho 23rd, 2012

Serralheiros, canalizadores e torneiros mecânicos podem conseguir ordenados mais altos do que arquitetos ou advogados, nas três mil ofertas de emprego disponíveis em Portugal, segundo o portal do Instituto de Emprego e Formação Profissional.

Na página na Internet do instituto estão publicados anúncios onde se procuram torneiros mecânicos, soldadores serralheiros ou canalizadores com propostas salariais iguais e até superiores a engenheiros, arquitetos e advogados.

No sítio “netemprego” oferece-se um lugar para um engenheiro mecânico, em Lousada, com conhecimento de três línguas (inglês, francês e espanhol) e um salário de 600 euros, inferior aos 800 euros pagos a um torneiro mecânico, em Alcobaça, um serralheiro mecânico, no Pombal ou a um montador de tubagens, em Valença.

Por 750 euros há vagas para um eletricista, com o 4º ano de escolaridade, em Coruche, e 700 euros é quanto é oferecido a um canalizador ou um operário do fabrico de rolhas de cortiça, em Santa Maria da Feira.

O mesmo salário é oferecido a engenheiros civis, em Faro e Lisboa, com a obrigação de falarem inglês fluentemente.

No mesmo portal, há pelo menos duas vagas para advogados com salários de 840 e 850 euros, em Odivelas e Viana do castelo.

Fonte e artigo completo: http://www.jn.pt/PaginaInicial/Economia/Interior.aspx?content_id=2678989

Upgrade vai recrutar 300 profissionais na área das Tecnologias da Informação

Julho 22nd, 2012

Uma campanha de recrutamento da Upgrade, empresa do grupo Multipessoal, vai recrutar até final do ano 300 profissionais na área das Tecnologias da Informação. A iniciativa decorre em todo o país, embora as oportunidades estejam mais centradas na zona da capital, e é anunciada com o slogan I Want Geeks.

Os destinatários são jovens com mais de 20 anos com formação superior, embora também estejam disponíveis algumas vagas para candidatos com formação técnica ao nível do 12ºano.

Procuram-se engenheiros de telecomunicações, consultores de telecomunicações para as áreas de Planeamento e Optimização; ou Implementação de Redes Móveis; bem como técnicos de telecomunicações.

Na área das tecnologias a empresa elenca um conjunto de competências mais valorizadas, onde se incluem conhecimentos na área do Java, C++ e BI. Em ambas as áreas – tecnologia e telecomunicações – é valorizado o domínio do inglês.

Fonte e artigo completo: http://tek.sapo.pt/noticias/telecomunicacoes/300_vagas_de_emprego_nas_tic_ate_final_do_ano_1257921.html

A Internet é a nova ferramenta para oferecer e procurar emprego

Julho 22nd, 2012

Os anúncios em papel estão a desaparecer.

O emprego oferece-se e procura-se, cada vez mais, ‘online’. E só não há mais anúncios na Internet, porque há pouco emprego, diz Amândio da Fonseca, administrador do Grupo de recursos humanos Egor.

Os anúncios em papel estão a desaparecer. Quem quer anunciar emprego, fá-lo, na maior parte dos casos, no próprio site da empresa, num ou em mais do que um portal de emprego e através das redes sociais profissionais. E, depois, “concorrer é pouco mais do que um clique. É a globalização do recrutamento”, sublinha Amândio da Fonseca.

Responder a um anúncio também já não passa pelo correio tradicional e pelo currículo em papel. Issou passou à história. “A Internet é uma ferramenta mais poderosa, que dá maior ‘feedback’ e é mais rápida. É instantânea. Publicamos o anúncio e no dia seguinte temos centenas de respostas”, diz ainda o administrador da Egor.

Fonte e artigo completo: http://economico.sapo.pt/noticias/recrutamento-e-feito-cada-vez-mais-online_148426.html

Construção: Canadá quer recrutar 400 portugueses por 5500 euros/mês

Julho 14th, 2012

O Canadá vai recrutar um mínimo de 400 trabalhadores portugueses da construção, oferecendo salários dez vezes superiores aos praticados no mercado de trabalho interno e condições que, em princípio, agradam ao Sindicato da Construção, disse hoje fonte sindical.

Em conferência de imprensa realizada no Porto, o presidente do sindicato, Albano Ribeiro, adiantou que o sindicato vai colaborar na promoção de sessões de esclarecimento sobre estas ofertas de emprego, que serão realizadas entre 30 de Agosto e 14 de Setembro em seis regiões portuguesas.

«Mas depois sairemos do processo e só reentraremos nele se houver algumas arbitrariedades ou ilegalidades», explicou o dirigente sindical.

Um trabalhador da construção aufere em Portugal uma média de 3,14 euros à hora, o correspondente a 545 euros mensais, e os empregos no Canadá, área de Toronto, serão remunerados a 32 euros a hora, o equivalente a um salário mensal de 5500 euros, segundo as indicações recebidas pelo sindicato e agora reveladas.

As informações dadas ao sindicato pela consultora de imigração no Canadá Yolanda Simão referem que os trabalhadores serão contratados por dois anos e que, após os três primeiros meses de atividade, poderão levar as suas famílias, com garantia de alojamento.

O recrutamento «começa por centenas e vai chegar aos milhares, começa por Toronto e vai chegar a todo o Canadá», disse o presidente do sindicato.

Fonte e Artigo completo em: http://sol.sapo.pt/inicio/Sociedade/Interior.aspx?content_id=54348